Conteúdo do blog

Conteúdo do blog

segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

19.01.09 - O que amamos de verdade?

Imagem: WEB

"Só se ama o que não se possui completamente."


Valentin Louis Georges Eugène Marcel Proust (1871 —1922) - foi um escritor francês. A homossexualidade é tema bastante presente em sua obra, principalmente em Sodoma e Gomorra e nos volumes subsequentes. Faleceu esgotado, acometido por uma bronquite mal cuidada.

2 comentários:

Anonymous disse...

Uma frase para se pensar, com certeza.
Beijos!

Selene disse...

Segui sua sugestão e pensei um pouco sobre esta citação. Não vou dizer que ocorra em cem por cento dos casos, mas, geralmente, costumamos amar, com mais intensidade, o que não possuímos completamente. Isto acontece tanto em relação às pessoas quanto a todo o resto. Por exemplo, quando desejamos algo ou alguém, para conseguirmos, somos capazes de fazer coisas incríveis em nome desse objeto de desejo ou amor - que o seja!
Mas, a partir do momento em que o possuímos, ele começa a perder o valor (ou o nosso amor) porque o ser humano é um eterno insatisfeito e precisa sempre de uma motivação para viver. O que já está garantido não mais precisa ser buscado, conquistado e amado!

Será? Calma! É só uma hipótese. Vou me aprofundar mais...

Abraço e volte sempre.