Conteúdo do blog

Conteúdo do blog

sábado, 18 de abril de 2009

18.04.09 - Dia Nacional do Livro Infantil


Imagem: WEB

Considero o livro um dos melhores amigos que uma pessoa possa ter, tanto nas horas alegres quanto nas tristes.
Sua utilização deve começar na infância, pois quando é bem trabalhado, ele desperta, desde cedo, o gosto pela leitura que se converterá em hábito e garantirá o aumento do público leitor no futuro.

É através do livro que consolidamos a educação formal e, desta maneira, garantimos uma profissão que nos dará trabalho, sustento, vida digna e um futuro promissor.

Como se não bastasse, ele ainda tem o poder de nos transportar a diversos lugares sem que necessitemos nos afastar de nossas raízes. Ainda nos dá acesso a todo o conhecimento existente e, além de tudo isso, nos abre as portas para o mundo mágico da imaginação. Ele é o nosso portal, passaporte e companheiro em ambos os mundos: real e da ficção.
É indiscutível a relevância do livro em nossas vidas. Lamento ainda existirem pessoas que não o valorizam.

Particularmente, o livro sempre terá um lugar de destaque no meu cotidiano até porque, se não fosse por ele, eu não teria condições de estar aqui e agora, interagindo com você neste espaço virtual.


Copyright © 2009 – Pura Inspiração
© Todos os Direitos Reservados

Um novo olhar, um novo ser e um novo fazer

Imagem: WEB

Hoje, concluí mais uma especialização. Em nome de minha turma, escrevi o texto abaixo, especialmente, para ser lido na confraternização de encerramento do Curso. Na verdade, é uma forma simples, mas sincera, de agradecer e reconhecer a generosidade dos professores por haverem dividido conosco o seu saber.


Era 8 de março de 2008. Há exatamente 405 dias, iniciava mais uma turma de pós-graduação em Psicologia Escolar e da Aprendizagem na FIP/Mossoró. Hoje, 18 de abril de 2009, concluímos mais uma etapa de nossas vidas.

Um flashback nos faz recordar o nosso primeiro dia de aula: vemos a psicopedagoga Bernadete Holanda Gomes entrando, em sala de aula, e nos cumprimentando com um efusivo “Bom diiiiia”. Lembramo-nos de que começamos com força total, pois nos deixamos contagiar pela energia positiva de nossa primeira professora. No decorrer dos sábados, a ela seguiram-se: a psicóloga Bianca Valente de Medeiros com sua serenidade e segurança; o professor-cronista-poeta Raimundo Antonio de Souza Lopes com seu dinamismo e sua sensibilidade; a simpática professora-doutora Karidja Kalliany Carlos de Freitas Moura, conteudista e orientadora de todos nós; a conceituada professora Ana Gabriela de Souza Seal que nos motivou, sobremaneira, com seu entusiasmo pela leitura; a professora Janete Monteiro de Souza que nos fez refletir sobre a nossa postura ética diante dos desafios da vida e, em especial, da profissão; o doutor Dauri Lima do Nascimento que, com muita propriedade, nos fez entender cada fase do desenvolvimento do ser humano e, finalmente, Meyre-Ester Barbosa de Oliveira que, com sua tranquilidade e seu excelente background, realizou o remate de tudo o que estudamos. Não podemos esquecer de mencionar a dupla dinâmica formada por Leila e Sandra. Elas foram as responsáveis pela seleção do corpo docente e dos demais funcionários - essenciais para que tudo funcionasse a contento. O agradecimento e o reconhecimento vão para todos vocês que contribuíram para levarmos a efeito a nossa pós-graduação.

Continuando o balanço desses treze meses, podemos dizer que aprendemos bastante, crescemos muito e o conhecimento adquirido já começa a fazer a diferença - facilitando a nossa vida no trabalho e fora dele. Contudo, precisamos continuar estudando, nos aprofundando, nos atualizando para fazermos jus ao diploma e ao título que iremos receber.

Esse novo olhar, sob a luz da Psicologia, nos transmudou em novos seres bem mais conscientes e preparados para entender o semelhante e interagir com ele – otimizando o nosso fazer. Todavia, nosso principal alvo são os pequenos cidadãos que temos a responsabilidade de formar ou transformar.

Não há como negar - é fato: já não somos mais os mesmos – conseguimos -, somos especialistas! Parabéns para nós!
Copyright © Josselene Marques
© Todos os Direitos Reservados

quinta-feira, 16 de abril de 2009

MERGULHO


Imagem: WEB

Final de mais um fatigante dia. Em busca de um refúgio de paz, dirijo-me até a praia mais próxima. Ao vislumbrar aquele recorte, como sempre acontece, surpreendo-me, uma vez mais, com o espetáculo da Criação divina. Descalça, inicio a troca de energia com a natureza e caminho, sem pressa, em direção ao meu destino.


Uma imagem querida toma forma em minha mente. Sorrio - feliz - e sinto tua presença, apesar da distância existente. Ao contemplar o mar calmo e silencioso, por um momento, desconcentro-me e te perco...



Marolas quebram-se, suavemente, de encontro aos meus pequenos pés.
Despeço-me dos últimos raios de sol que estão desaparecendo no horizonte. É a noite chegando... E potencializando, novamente, a tua lembrança.



De repente, como num passe de mágica, reencontro-te - não mais na imaginação: vejo teus olhos no céu e, sem vacilar, esqueço o mar e mergulho no teu olhar.


Copyright © 2009 – Josselene Marques
© Todos os Direitos Reservados

domingo, 12 de abril de 2009

12.04.09 - O termo "Páscoa" em diferentes idiomas

A imagem dispensa legenda.
Imagem: WEB

Aproveito este espaço para desejar uma Feliz Páscoa a todos que me honram com sua visita.

Que a paz e a harmonia estejam presentes em suas vidas.

Abaixo o termo Páscoa em diferentes línguas. Vejamos:

Alemão - Ostern
Árabe - عيد الفصح (ʿĪdu l-Fiṣḥ)
Basco - Bazko
Búlgaro - Пасха (Paskha)
Catalão - Pasqua
Espanhol - Pascua
Esperanto - Pasko
Finlandês - Pääsiäinen
Francês - Pâques
Friulano - Pasche
Georgiano - აღდგომა (Aghdgoma)
Grego - Πάσχα (Páscha)
Inglês - Easter
Irlandês - Cáisg
Islandês - Paskaitaliano - Pasqua
Latim - Pascha ou Festa Paschalia
Neerlandês - Pasen
Norueguês - Påske
Polonês - Wielkanoc
Português - Páscoa
Romeno - Paşti
Russo - Пасха (Paskha)
Sueco - Påsk
Turco - Paskalya

domingo, 5 de abril de 2009

05.04.09 - Semana Santa

Paixão de Cristo
Imagem: WEB

Hoje, Domingo de Ramos, iniciam-se os dias santos de um dos mais importantes feriados cristãos: a Semana Santa - que é celebrada sempre 40 dias após a Quarta-feira de Cinzas. Ela não acontece na mesma data todos os anos. Igualmente ao carnaval, é um evento móvel que varia em relação ao calendário litúrgico da Igreja Cristã. Os dias desta semana são consagrados à lembrança dos últimos dias da vida terrena de Jesus Cristo: Paixão (subida de Jesus Cristo ao Monte Calvário), Morte e Ressurreição.

A Paixão de Cristo é revivida em 15 estações:
1ª estação – Jesus é condenado à morte
Texto: Jo 19, 12-16

2ª estação – Jesus recebe a cruz
Texto: Jo 19, 16-17

3ª estação – Jesus cai pela primeira vez
Texto: Is 50, 5-7

4ª estação – Jesus encontra-se com sua mãe
Texto: Lc 11, 34-35

5ª estação – Jesus é ajudado por Cireneu
Texto: Lc 23, 26

6ª estação – Verônica enxuga o rosto de Jesus
Texto: Is 53, 3

7ª estação – Jesus cai pela segunda vez
Texto: Is 53, 4-5

8ª estação – Jesus encontra as santas mulheres
Texto: Lc 23, 17-18

9ª estação – Jesus cai pela terceira vez
Texto: Is 53, 8-9

10ª estação – Jesus é despojado de suas vestes
Texto: Mc 15, 24

11ª estação – Jesus é pregado na cruz
Texto: Lc 23, 33-34

12ª estação – Jesus morre na cruz
Texto: Jo 19, 28

13ª estação – Jesus é descido da cruz
Texto: Jo 19, 38

14ª estação – Jesus é sepultado
Texto: Jo 19, 40-42

15ª estação – A ressurreição de Jesus
Texto: Mt 28, 1-6

Copyright © 2009 – Pura Inspiração
© Todos os Direitos Reservados

sexta-feira, 3 de abril de 2009

03.04.09 - Mieux Qu'ici-bas - Isabelle Boulay

Descobri esta pérola da música francesa no blog http://baladasmp3.blogspot.com/, do meu amigo Beto. Letra e melodia são maravilhosas. Sua intérprete é Isabelle Boulay - uma bela e talentosa cantora que nasceu em 6 de julho de 1972, em Ste Felicite, na província de Quebec - Canadá. Filha de restauradores, ela encontra uma oportunidade, na infância, para cantar para os clientes dos pais. Em seguida, participa de competições locais, onde é reconhecida como uma criança-prodígio. Enquanto prossegue seus estudos de literatura, continua a cantar e participar de muitas competições que lhe abrem as portas para o mundo da música. Na expectativa de dar um novo impulso à sua carreira, ela dá um salto e chega à França, onde causa uma forte impressão a Luc Plamondon que a contrata, em 1995, para cantar no Starmania. Atualmente, ela é reconhecida como uma das grandes cantoras de sua geração.

Sua mensagem: Por mais fascinantes que sejam os "voos" ou as aventuras, nada melhor que a segurança de viver aqui embaixo, isto é, ter os pés no chão.
Mieux Qu’ici-bas

Un ange par-ci
Un ange par-là
Un diable aussi
Quand tu es là
Et rien ne va
Mieux qu'ici-bas

On change de vie
On change de mois
De jour aussi
Quand on se voit
Et rien ne va
Mieux qu'ici-bas

Comme tout est fait
Pour aller haut
Les ailes souvent ont des oiseaux
Comme tout est fait
Pour rester chaud
Les flammes, les flammes ont des bourreaux

Et rien ne va
Mieux qu'ici-bas]
Et rien ne va
Mieux qu'ici-bas
Mieux qu'ici-bas, rassure-toi

Un temps de pluie
Comme tant de fois
Un ciel aussi rose
Que le bois
Et rien ne va
Mieux qu'ici-bas

Autant de nuits
Que d'toi et moi
Un lit aussi
Grand que tes bras
Et rien ne va
Mieux qu'ici-bas

Comme tout est fait
Pour prendre l'eau
Les îles, les îles ont des bateaux
Comme tout est fait
Pour faire des mots
Je t'aime tant, je t'aime trop

Et rien ne va
Mieux qu'ici-bas
Et rien ne va
Mieux qu'ici-bas
Mieux qu'ici-bas, rassure-toi
video

NOSTALGIA


Fada de inverno - Imagem: WEB

Noite alta, fria e estrelada. A chuva cessou, devolvendo a visibilidade ao firmamento. Meus pensamentos percorrem a distância que nos separa. Concentro-me e vislumbro o teu rosto, mas o brilho dos teus olhos se confunde com o das numerosas estrelas do céu. Com saudade, recordo a tua voz, as palavras ternas e as músicas. De onde estás, não fazes ideia do quanto lastimo o presente convertendo-se em passado e um sonho que não se faz realidade.

Copyright © 2009 – Josselene Marques
© Todos os Direitos Reservados